sábado, 16 de novembro de 2013

Uma era se encerra

Olá leitores, quanto tempo! A rotina esta cada vez mais difícil, mas eu acho um tempo pra cá! 

Hoje meu texto é inspirado numa coisa que podemos até dizer que já está enchendo o saco. 
Até um certo tempo atrás (ou ainda, mas com menos força), um certo tipo de ritmo de música infernizava meus dias, minha vida, meus estudos, e até minha paciência: o funk. Respeito quem gosta, mas o problema é escutar no 89378972974 volume e ainda de noite, uma beleza só. 

Mas ultimamente venho percebendo que uma era vem se encerrando, o que é muito estranho por sinal. De uns tempos pra cá venho escutado muito menos funk, e escutado AXÉ! COMO ASSIM PRODUÇÃO?!



Lembro de quando era pequena, "É o tchan" estava em pleno auge de sua carreira, e quem nunca desceu na boquinha da garrafa nem que seja uma vez, na brincadeira, não viveu o surto dos anos 2000. (Sim, já fiz isso e não quero ser motivo de chacota, apenas uma realidade). 

Mas hoje não. Não é "Chiclete com Banana","Asa de Águia", ou até mesmo o "É o tchan". Não, é algo tão ruim e chiclete quanto o próprio funk. Quase como uma nova tendencia no meu bairro, só escuto isso, seja de dia, seja de noite. Nome da banda? A musica é tão rapida, que não consegui decifrar ainda, vou averiguar. 

Não consegui entender qual foi o marco que pulou do fantástico mundo do funk, para o maravilhoso mundo do axé. Não entendi ainda qual foi a grande influência dessa vez. Será a grande aparição de Claudinha Leite no The Voice? Será? Sei lá!  
Enfim, não sei dar minha opinião se isso vai ser bom ou não, ainda vou viver os próximos capítulos dessa nova era que se inicia. 



Ps: Não sou contra Funk, Axé, ou qualquer outro ritmo. Quer escutar meu amigo, escute e seja feliz! Apenas fiz um relato dos meus dias vividos. 
Pss: Se pareceu que fui irônica, foi para dar um ar "legal" para o texto, sem nenhum tipo de relação com a realidade ou preconceitos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário